quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Susan Boyle atinge marca inédita com segundo álbum




Revelada no ano passado, depois que sua apresentação em um show de talentos britânico virou sensação na internet, a cantora Susan Boyle transformou-se na primeira artista mulher a ficar, pela segunda vez em menos de um ano, em primeiro lugar entre os mais vendidos no Reino Unido e nos Estados Unidos simultaneamente.
No último domingo (14), seu segundo álbum, "The gift", ficou no topo da lista de sucessos britânicos, fato que se repetiu três dias depois nos EUA — antes dela, só os Monkees, em 1967, e os Beatles, em 1969, conseguiram tal façanha.
A artista escocesa de 49 anos afirmou que chegar ao topo das listas nos dois países é uma experiência "incrível e completamente inesperada", que a fez viver o "momento mais feliz" de sua vida.
"Superwoman"
Segundo a revista "Billboard", Boyle, de 49 anos, vendeu 318 mil cópias do álbum nos EUA logo na primeira semana nas lojas, passando à frente da cantora country Taylor Swift, a número 1 anterior com "Speak now".
"A arrasadora resposta ao novo disco de Susan é um exemplo de seu talento único. Com suas canções é capaz de comover os corações de admiradores de todo o mundo e eles mantêm seu apoio fiel", disse o presidente da Columbia Records, Steve Barnett.
O empresário musical Simon Cowell divulgou um comunicado em que declara que "Susan desafiou as expectativas mais uma vez. Ela é minha superwoman".
Em 2009, "I dreamed a dream", primeiro álbum de Boyle, foi o disco mais vendido no mundo, com mais de 10 milhões de cópias comercializadas.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Veja no Ocioso