sexta-feira, 21 de maio de 2010

12 coisas que aprendi assistindo Viver a Vida


1) Você pode ser modelo sendo feia, tendo um corpo feio, cabelo feio, sendo alcoólatra, não sendo fotogênica, não correndo atrás de trabalho e não dando valor para a sua vida.

2) Se você namora um cara que viaja demais, desencane dele. Sério.
Ele vai te largar lá no começo da novela sem nem mandar um postal e avisar que está pegando alguma problemática no Brasil.



3) Se o seu irmão gêmeo rouba sua noiva na cara dura e você não reage bem, você não é normal..
.


4) Sempre que você quiser, pode se socar.
.


5) Se você faz sexo sem camisinha com dois desconhecidos e engravida, você tem todo o direito de culpar o mais rico como o dono da obra sem nem ao menos fazer um teste de DNA antes. Ah, claro, e não precisa se preocupar com doenças, imagina, elas não existem!


6) Não faz mal dar uns pegas no irmão.
.


7) Se você é uma pessoa normal, que não vê a vida cor-de-rosa, enxerga defeito nas coisas e tenta abrir os olhos dos outros, você é má.
.


8 ) Não adianta ser a cara da Leticia Spiller, ser gostosona, ser uma ótima dona-de-casa-mãe-mulher-esposa-auto-suficiente-e-se-cuidar.
O seu marido vai dar em cima de um monte de mulher mais feia e chata do que você,e você vai perdoar! Porque se você não perdoar, você não é normal.


9) Você pode ser argentino e a cara do Beetle Juice com 90 anos, mas vai conquistar várias menininhas no Rio de Janeiro fácil fácil.



10) er irmã rica e famosa para quê, quando é muito mais legal namorar um bandido e morar na favela?
.


11) Não basta um regime para você ficar magérrima, muito creme no cabelo, roupas esvoaçantes e uma grande mídia em cima…
… quando alguém pode roubar sua cena simplesmente deitada em uma cama.


12) VE o mais importante: Você pode ser feio, velho, sem graça, ter cara de tiozão tarado e um biotipo que nenhuma mulher normal gostaria,mas se o Manoel Carlos morre de amores por você, você será eternamente o comedor do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Veja no Ocioso